Versão Elétrica do Nissan Kicks deve Surgir em Breve

Versão Elétrica do Nissan Kicks deve Surgir em Breve

SUV usará tecnologia que transforma motor a combustão em gerador para alimentar bateria do motor elétrico A Nissan prepara uma surpresa para o SUV compacto Kicks. De olho no acirramento da concorrência com a chegada do Volkswagen T-Cross, o modelo terá uma versão elétrica de baixo custo. Trata-se da mesma opção e-Power que tornou o Note o carro mais vendido no Japão, único mercado no qual esta versão é comercializada. Por lá, o monovolume utiliza um motor 1.2 de três cilindros de 79 cv e 10,5 kgfm de torque máximo, combinado a um motor elétrico de 40 kWh, o equivalente a 54,4 cv.

O motor a combustão, porém, atua apenas como gerador para uma pequena bateria de 1,5 kW (acomodada abaixo dos bancos dianteiros), e não está conectado às rodas, como acontece em um veículo híbrido. Essa energia alimenta o motor elétrico que traciona o veículo. Este motor elétrico, aliás, seria capaz de movimentar o veículo minimamente, tal qual ocorre com Toyota Prius e Lexus CT200h- nestes, a bateria de 1,6 kWh é de niquel-hidreto de metal e impulsiona o veículo por cerca de 2 km.  Os números de consumo são impressionantes. A Nissan divulga média de 35,9 km/l e autonomia de até 1.300 km sem necessidade de reabastecer o tanque de 47 litros.

Ele está entre nós
Por enquanto, já existe um protótipo do Note e-Power rodando pelo Brasil. Fonte garante que os testes estão indo muito bem e o lançamento da tecnologia no país é certa. Falta apenas saber a data: especula-se ainda em 2019, embora a tendência é que aconteça em 2020. Importante ressaltar que, assim como o Note, o futuro Kicks e-Power será um veículo elétrico de autonomia estendida, como o BMW i3 Rex e diferente do Chevrolet Volt. O Note, aliás, já foi utilizado como "mula" do Kicks durante a fase de desenvolvimento do SUV no Brasil.


Publicado em: 12/12/2018